Loading...
Cultura

Dia Internacional do Jazz – 30 de Abril

O Jazz que nasceu nos Estados Unidos na cidade de Nova Orleans no Século XIX ganhou merecidamente um dia só seu, para ser comemorado em todas as partes do planeta. Afinal, o Jazz tornou-se uma linguagem universal.
A partir deste ano foi criado o Dia Internacional do Jazz comemorado sempre em 30 de abril, numa iniciativa da UNESCO, com o objetivo de reunir pessoas de todo o mundo para celebrar e aprender mais sobre a arte, suas raízes e o seu importante papel de comunicação.
A iniciativa partiu do genial pianista Herbie Hancock, Embaixador Da Boa Vontade da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura, considerado como um dos maiores artistas do gênero e o patrono do evento
Segundo os organizadores da celebração, o objetivo da data é destacar “as virtudes do Jazz como instrumento educativo e como força de paz, de diálogo e cooperação entre os povos”.
As comemorações se deram em Paris na sede da UNESCO com a realização de shows, exposições, mesas redondas, oficinas e conferências. Em Nova Orleans, na praça Congo Square, local considerado como o berço do Jazz, foi realizado um show logo nas primeiras horas manhã e outro na sede da ONU em Nova Iorque com a presença do próprio Herbie Hancock, Ellis Marsalis, Diane Reeves, Dee Dee Bridgewater, Esperanza Spalding, Tony Bennet, George Benson, dos brasileiros Tania Maria e Romero Lubambo e entre tantos outros músicos e artistas importantes. E também pelo mundo afora o dia foi comemorado com vários shows e atividades.
Por que o Dia Internacional do Jazz?

– O Jazz quebra barreiras e cria oportunidades para entendimento mútuo e tolerância; o Jazz é um vetor da liberdade de expressão; é um símbolo de união e paz; reduz tensões entre indivíduos, grupos e comunidades; promove a igualdade de gênero; o Jazz reforça o papel dos jovens para a mudança social; encoraja a renovação dos artistas, o improviso, as novas formas de expressão e inclusão de formas tradicionais de música em novas vertentes musicais; o Jazz estimula o diálogo intercultural e transforma jovens em sociedades marginalizadas.
Uma belíssima iniciativa que valoriza este gênero musical que prega a liberdade e que é capaz de construir pontes entre todas as culturas e sociedades. Salve 30 de abril – Dia Internacional do Jazz !!!
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja Também