Loading...
Mídia

DVD CESAR CAMARGO MARIANO & FRIENDS – “JOINED” 

O pianista, compositor, produtor e arranjador Cesar Camargo Mariano já tem mais de 5o anos de carreira e recentemente lançou o primoroso DVD “Joined”, composto de composições brasileiras interpretadas por ele e por solistas clássicos internacionais. São eles: Benoit Fromanger (flautas), Walter Seyfarth (clarinete) e Rudiger Liebermann (violino).

Além do trio de jovens talentosos músicos brasileiros, formado por Conrado Goys (violão acústico), Sidiel Vieia (contrabaixo) e Thiago Rabello (bateria).

A direção musical e arranjos foram assinados por Cesar Camargo Mariano e a direção de produção por Flavia R.A.C. Mariano.

Cesar reforça que o projeto “Joined” serve como veículo de difusão da música instrumental brasileira de uma forma inusitada e contemporânea, divulgando e propagando a produção musical nacional.

Também possibilita a valorização da diversidade musical instrumental brasileira aliada à música clássica, promovendo um intercâmbio cultural relevante, proporcionando ao público o contato com a música de qualidade.

Muito versátil e criativo, Cesar Camargo Mariano, no ano de 2011, lançou um livro intitulado “Solo”, pela Editora Leya, seu livro de memórias, escrito pelas suas próprias mãos geniais, que por tantos anos tocaram magicamente os pianos da vida.

No livro, descobrimos seu lado mais íntimo, sensível, intenso e por vezes solitário, talvez aí a inspiração do nome forte que a obra recebeu. Curiosamente, descobrimos também que Cesar é um desenhista (técnica a lápis) de mão cheia.

Divertido, poético e por vezes dramático, o livro passeia pela vida deste grande músico do nosso país, que considero como um dos mais completos e inspirados.

A ideia de registrar “Joined” nasceu 5 anos atrás quando eles se encontraram nos ensaios para a primeira edição do festival “Música em Trancoso”. A sintonia musical foi imediata e dali nasceu uma amizade sólida e consistente.

Meus destaques ficam para “Prelúdio”, “Tristeza de Nós Dois”, “À Benoit”, “Trilhos”, “Bebê” “Lamento das Águas”, “Na Batucada da Vida”, “Gente Humilde” e a faixa título “Joined”. Apesar de culturas diferentes, a música propiciou uma reunião harmoniosa e intensa, que inspirou o registro deste DVD. Uma verdadeira e espontânea celebração à amizade!

Cesar Camargo Mariano, surpreendentemente autodidata é capaz de produzir uma sonoridade rica e criativa. Coisas que a música não explica. É preciso apenas sentir!



Al 
Jarreau– “My Old Friend – Celebrating George Duke”

O cantor Al Jarreau, no início de 2014, teve a ideia genial de homenagear seu grande amigo e parceiro de palco e de vida, o pianista, tecladista, produtor e compositor George Duke, falecido repentinamente em 2013.

O CD lançado pelo selo Concord/Universal com 10 faixas, contou com a produção de John Burk, Stanley Clarke, Marcus Miller e Boney James e recebeu vários convidados especiais, que deram um tom especial ao trabalho. Alguns deste nomes: Gerald Albright, Dianne Reeves, Lalah Hathaway, Jeffrey Osborne, Dr. John e o próprio George Duke, entre outros.

A sonoridade do CD é bem variada e passeia de forma harmoniosa pelo Smooth Jazz, Jazz Fusion, R&B, Blues e até pela Bossa Nova.

Curiosamente, depois de muitos anos, Al Jarreau voltou ao Brasil no ano de 2017 para algumas apresentações, passando por São Paulo e pelo renomado festival de jazz de Rio das Ostras, no litoral carioca.

Meus destaques ficam para a faixa título “My Old Friend”, única composição que não é de George Duke, e mais “Somebossa (Summer Breezin’)”, os medleys “Brazilian Love Affair/Up From The Sea It Arose And Ate Rio In One Swift Bite” e “Every Reason To Smile/Wings Of Love”, “Sweet Baby” e a minha preferida “Bring Me Joy”, que contou com a participação do homenageado.

Sem dúvida, uma homenagem póstuma de absoluto respeito e qualidade. Todos os músicos envolvidos participaram ativamente da vida de George Duke, o que dá um toque especial e emocional ao CD.

E este foi o último disco de carreira lançado por Mr. Al Jarreau. Nossa reverência e homenagem!


Maucha Adnet & Helio Alves – “Milagre”

O duo de piano e voz é sempre muito especial. Gosto demais deste formato, pois quase sempre demonstra uma intensa afinidade musical entre o pianista e a cantora. E neste CD não poderia ter sido diferente, mostrando a mais pura cumplicidade entre estes “brazucas”, que estão radicados nos Estados Unidos.​

Ela, carioca da gema e, ele paulistano, se reuniram num estúdio em Nova York, no ano de 2013, para gravar 14 belas faixas, pelo selo Zoho Records. Tocaram juntos pela primeira vez, no ano de 1993, criando desde o início uma relação de amizade e parceria musical.​

No repertório, composições consagradas de Dori Caymmi, Gilberto Gil, Tom Jobim, Caetano Veloso, Hermeto Pascoal, Mario Adnet, Tininho Horta, Moacir Santos entre outros.​

A cantora Maucha Adnet está nos Estados Unidos desde o ano de 1987, se fixando em Nova York. Sua carreira profissional começou aos 15 anos de idade, no incrível grupo vocal “Céu da Boca”, e também figurou com destaque por 10 anos, como vocalista, na “Banda Nova” de Antonio Carlos Jobim. Depois disso, partiu para carreira solo, com apresentações e gravações com vários artistas de renome do Jazz e da Bossa Nova.​

Neste trabalho, sua voz está muito bem encaixada. Destaque para o seu timbre vocal, que é muito bonito, envolvente e com uma interpretação, marcante e passional.​ Já o pianista Helio Alves está nos Estados Unidos, desde os 18 anos de idade e estudou na renomada Berkelee College Of Music e está radicado em Nova York, desde o ano de 1993.​

Sua técnica é muito apurada e teve na sua formação musical, a música clássica e o Jazz. Ouvia, desde pequeno, os discos de Oscar Peterson e Dave Brubeck. E cita também como influências, os geniais Chick Corea, McCoy Tyner, Keith JarretT e Bill Evans. Em vários anos de carreira no exterior, coleciona importantes lançamentos como líder e participações especiais em inúmeros trabalhos ao lado de artistas importantes do Jazz.​

Não deixe de ouvir, “O Cantador”, “Waters Of March”, “Coração Vagabundo”, “Caminhos Cruzados”, “Desafinada”, “Canto Triste”, “April Child” e a faixa título “Milagre”. Um CD que considero delicioso, intimista e que nos emociona a cada faixa escutada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja Também